Estudar economia é uma decisão antieconômica?

Imagina se um estudante de Ciências Econômicas descobrir que ele poderia ganhar mais dinheiro fazendo outro curso de graduação. Será ele assaltado por uma sensação de dissonância cognitiva? Afinal, estuda-se economia para manejar recursos escassos de modo a extrair deles o maior valor. O recurso escasso clássico é o tempo. Será que, quando o estudante aloca 4 anos da vida dele para estudar o uso de recursos, ele está paradoxalmente fazendo um mau uso dos seus recursos?


A resposta é não. Ao contrário do que o senso comum imagina, economia não é a ciência do dinheiro, é a ciência de comparar um valor com o outro. E o valor das coisas é uma coisa subjetiva. Thomas Sowell diz: "A economia não diz que você deve ganhar o máximo de dinheiro possível. Muitos professores de economia poderiam eles próprios estar ganhando mais dinheiro no setor privado."

Se você escolhe ganhar R$ 5 mil reais a menos por mês indo para a Economia em vez de outra área, um economista analisa a sua decisão dizendo que a felicidade extra que você obtém indo para a Economia vale, para você, mais do que R$ 5 mil. Portanto, no seu caso, estudar Economia foi uma decisão absolutamente econômica.